Vigilância à Saúde promove mutirão de combate ao mosquito Aedes aegypti



A Vigilância à Saúde realizou na manhã desta sexta-feira, 22, um mutirão de enfrentamento ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. A mobilização ocorreu no bairro Planalto e comunidade Alagados, com apoio dos agentes de endemias da Unidade Básica de Saúde (UBS) Francisco Marques da Silva, situada no conjunto Alameda dos Cajueiros.

O mutirão se concentrou em sete ruas: Martins Júnior e Avenida Oliveira Neto, na comunidade Alagados; e ruas Antônio Barroso, João Antônio de Maria Sobrinho, Expedito Florêncio, Deputado Gastão Mariz e Leonir Nunes, no bairro Planalto.

De acordo com Sandro de Medeiros, supervisor-geral do Programa de Controle do Aedes aegypti, alguns pontos dessas localidades apresentam Índice de Infestação Predial (IIP) de 20%, ou seja, de cada 100 casas, 20 possuem focos do mosquito. O dado é preocupante, uma vez que o IIP considerado aceitável pelo Ministério da Saúde é de 1%. “Isso evidencia a importância da sociedade se engajar no combate ao Aedes aegypti”, alerta.

Nesta sexta-feira, os agentes de endemias realizaram inspeção, eliminação de focos e orientação quanto aos cuidados que devem ser empregados pela população. A recomendação é que os moradores continuem a promover medidas simples de prevenção, como vedação de recipientes, bem como evitar acúmulo de água em pneus.

Apesar de a batalha contra o mosquito estar anunciada em todo o país, algumas pessoas ainda impedem o trabalho dos agentes. “Ainda existe resistência que nos impede de entrar em alguns lares. A população precisa se conscientizar mais”, disse o supervisor de áreas, Rozeilton Alves.

Sandro Elias ressaltou que o Município dispõe de um telefone (3315-4833) para eventuais agendamentos voltados a inspeções em locais, como casas abandonadas que estejam favorecendo a reprodução do Aedes aegypti.

Um segundo mutirão será realizado na comunidade Maísa, zona rural de Mossoró, na sexta-feira, 29, das 7h30 às 11h.
Compartilhar no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário