Emparn registra janeiro mais chuvoso desde 2011


Emparn registra janeiro mais chuvoso desde 2011 (Foto: Caio Vale/Mossoró Notícias)

As boas chuvas ocorridas durante o mês de janeiro, ocasionadas pela presença de um Vórtice Ciclônico de Ar Superior de longa duração, fizeram do primeiro mês de 2016 o mais chuvoso desde 2011. As informações detalhadas foram levantadas pela Gerência de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn).

Em Emparn registrou volumes satisfatórios de chuvas em praticamente todos os postos de monitoramento. Em alguns municípios, o acumulado de chuvas supera os 300 milímetros, como em Campo Grande (339.1), Olho D’água do Borges (345.2) e Tibau (307,6).

Segundo os dados colhidos, “o monitoramento diário e mensal das principais variáveis oceânicas/atmosféricas que influenciam na ocorrência das chuvas no Nordeste tem mostrado uma evolução favorável. Isso fica evidente no comportamento do Oceano Atlântico, onde as águas superficiais do setor norte tem se apresentado mais frias do que o normal, e o setor sul continua com águas mais aquecidas”.

Também foi observado que no Oceano Pacífico o fenômeno El Niño, que durante os meses de outubro e novembro de 2015 se destacava como um dos mais intensos dos últimos 30 anos (similar ao episódio de 1997/98), atualmente se apresenta na condição de fenômeno moderado, mantendo a tendência de normalidade a partir do próximo mês de maio.

Os Centros de Alta Pressão sobre o Hemisfério Norte fortalecem os ventos, tanto sobre o oceano Pacífico, mantendo a tendência de resfriamento das águas superficiais na região do El Niño, como sobre o Atlântico Norte, fortalecendo os ventos Alísios de Nordeste e ajudando na descida da Zona de Convergência Intertropical.
Compartilhar no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário