65% dos mossoroenses pretendem comprar presente na Páscoa


Pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Comércio (IPDC), da Federação do Comércio de Bens e Serviços e Turismo (Fecomércio) revelou que 65,7% dos mossoroenses pretendem comprar algum tipo de presente na Páscoa.

Segundo o estudo, destes, 89,5% irão comprar chocolate; 48,2% deles irão presentear os filhos; 85,9% pretendem gastar até R$ 100; 79,5% devem pagar à vista, com cartão de débito ou em dinheiro; configurando uma expectativa de gasto médio de R$ 75,11. Além disso, 81% dos consumidores entrevistados na capital do Oeste também devem consumir peixes e crustáceos durante o feriado.

Além dos chocolates, os consumidores da cidade também se mostraram dispostos a presentear com peças de vestuário (8,1%); com brinquedos (2,7%); ou calçados (1,5%).

Dos 30,7% dos consumidores ouvidos na pesquisa que informaram que não irão presentear, quase 80% alegam motivos ligados ao momento de dificuldades da economia, como desemprego, falta de dinheiro, ou ainda por estarem com dívidas e contas em atraso e por isso precisam poupar.

O questionário revelou também que a maioria das pessoas não pretende comemorar a Páscoa em restaurantes, e sim em casa (70%), um indicador não muito animador para o setor de serviços de Mossoró. “O mais desanimador é este indicador do setor de serviços. Por outro lado, poucas pessoas irão sair da cidade”, falou o presidente do Sindivarejo Mossoró, Michelson Frota.

Dos 505 consumidores entrevistados na pesquisa “Intenções de Compras para a Páscoa 2016”, na cidade de Mossoró, entre os dias 15 e 17 de fevereiro, 65,7% deles disseram que pretendem comprar algum presente de Páscoa, sendo que o item mais procurado será o ovo de páscoa, apontado como opção de 89,5% dos pesquisados. Entre os que irão comprar chocolates, 79,5% deles têm a intenção de adquirir ovos de páscoa; 11,2%, caixas de bombons; 5,8%, cestas de chocolates; outros 1,6% devem comprar barras de chocolate; e 1% devem presentear com chocolates caseiros. Além dos filhos (48,2%), os maiores beneficiados com os presentes serão os pais (14,8%); irmãos (13,9%); sobrinhos (12,7%); netos (9,3%); amigos (6%) e afilhados (4,5%).

Em relação aos gastos planejados, 51,4% afirmaram que deverão gastar até R$ 50; 34,5% pretendem gastar entre R$ 51 e R$ 100; 10,9% disseram que vão desembolsar entre R$ 101 e R$ 200 em compras de presentes; e 2,7% pretendem gastar mais de R$ 200. No cálculo da compra, a média de gastos sobre cada produto pretendido ficou em R$ 75,11.

Com relação às formas de pagamento, a preferência será pelo pagamento à vista, em dinheiro ou cartão de débito, que obteve 79,5% da intenção dos consumidores. O cartão de crédito segue como a segunda opção, com 19,3%. A pesquisa mostra que a maioria dos clientes pretende efetuar suas compras à vista com dinheiro (73,5%), evitando assim o endividamento.

O principal local apontado pelos consumidores para compra de produtos relacionados à Páscoa é o supermercado (50,6%), sendo que 43,8% devem optar pelo supermercado de comércio de rua, e 6,8% pelos supermercados situados em shoppings centers. As lojas especializadas em shoppings centers (22,9%) e as lojas especializadas do comércio de rua (20,2%) também foram lembradas.

Para a Semana Santa de 2016, os empresários possuem um desafio de atrair o consumidor para sua empresa e estimulá-lo a realizar compras em seu estabelecimento, oferecendo um bom mix de produtos e preços atrativos, já que os diferenciais indicados pelos clientes mossoroenses na hora de definir a compra serão primeiro a marca do produto (51,5%), segundo as ofertas e promoções (37,3%), e depois a oferta de brindes (8,1%). Já as formas de pagamento foram indicadas por 4,2% dos consumidores como um atrativo. A qualidade dos produtos ocupa a quinta posição (3,6%); a indicação de amigos ou parentes (1,8%) e a propaganda dos produtos (1,2%) também foram citados como fatores importantes na hora da compra.

Com relação ao consumo de peixes, 81% dos consumidores mossoroenses entrevistados deverão consumir peixes e crustáceos na Semana Santa deste ano, o que deve provocar um movimento a mais nas lojas especializadas nos dias que antecedem o feriado.

Compartilhar no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário