Servidores da saúde envia nota de esclarecimento para população de Mossoró

Em virtude dos últimos acontecimentos relacionados à Campanha de Vacinação contra a Influenza, os Servidores da Saúde de Mossoró-RN, em especial Enfermeiros e Técnicos de Enfermagem e Agentes Comunitários de Saúde vêm, por meio desta Nota, informar à população mossoroense que a falta de vacinas nas unidades básicas de saúde não está relacionada a desvios de condutas dos servidores. O que ocorre, na verdade, é que a quantidade de doses que está sendo enviada para as referidas unidades é insuficiente para atender a demanda.

Esse não é um problema local. Em vários estados do país o desabastecimento de vacina contra a gripe H1N1 é constatada. Basta pesquisar nos diversos meios de comunicação de abrangência nacional para se fazer essa constatação.

Dessa forma, os Servidores da Saúde do município entendem que qualquer acusação relacionada à conduta daqueles que, por opção, escolheram cuidar da vida e da saúde da população mais carente, não passa de uma leviandade, a qual poderá levar a sérias consequências àqueles que acusam sem provas.

Portanto, os Servidores da Saúde, em especial os Enfermeiros, Técnicos de Enfermagem vêm tranqüilizar a população e informar que SEMPRE que houver disponibilidade de vacinas nas unidades básicas de saúde lá estaremos para atender os grupos prioritários, conforme preconiza a política do Ministério da Saúde, sem qualquer privilégio a quem quer que seja.

Nós escolhemos cuidar da saúde das pessoas e é isso que fazemos de melhor. Com condições de trabalho o resultado se reflete na satisfação dos usuários. Do contrário, não podemos ser responsabilizados. A falta de vacina não é nossa culpa.

Aqueles que justamente estão insatisfeitos com a falta de vacina devem refletir com calma acerca da origem do problema antes de acusarem os Servidores, os quais, na maioria das vezes trabalham em péssimas condições e a falta de vacina é apenas mais uma demonstração disso.

Atenciosamente: Servidores da Saúde de Mossoró/RN

Compartilhar no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário