Servidores denunciam lixo hospitalar acumulados nas UPAs de Mossoró

Material acumulado pode causar infecções e espalhar doenças como a hepatite C o vírus HIV (Foto: Luciano Lellys)
Servidores das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Mossoró denunciam o risco à saúde de funcionários e da população devido ao acúmulo de lixo hospitalar há quase um mês. Sem que a equipe realiza a coleta, o material, contendo, por exemplo, seringas e agulhas contaminadas, está empilhado em caixas e sacos nas unidades.

“Já reforçamos diversas vezes o pedido para que este lixo seja recolhido. Este material não pode ficar acumulado assim, pois pode ser espalhado por animais e acabar contaminando pessoas. Este lixo tem de receber tratamento adequado e não ficar jogado ao lado das unidades”, disse a enfermeira

O lixo hospitalar pode causar infecções provocadas por vírus e bactérias, espalhando doenças crônicas como a hepatite C o vírus HIV, podendo, inclusive, levar à morte. Este tipo de lixo nem mesmo pode ser manipulado pelas cooperativas de reciclagem e exige uma equipe especial de coleta.

A assessoria de comunicação da Prefeitura Municipal de Mossoró (PMM) declara que reforçou o pedido à Vale Norte, empresa responsável pela coleta de lixo na cidade, para que realize a coleta do lixo hospitalar nas unidades de saúde do município. A assessoria informa anda que, desde a quarta-feira, 29 de junho, a empresa tem reforçado a coleta nas UPAs para recolher o material acumulado.

Com informações O Mossoroense  
Compartilhar no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário