Brasil é o segundo país em número de assassinatos de adolescentes


Pesquisa divulgada nesta segunda-feira mostra que crianças e adolescentes naturalizam violência que vivenciam em ambientes como casa, comunidade e escola.

De acordo com o estudo realizado pela ONG Visão Mundial e pelo Instituto Igarapé, 68% das crianças e jovens entrevistados se sentem seguros mas 6 em cada 10 crianças sofrem violência física em casa.

Segundo a assessora em Proteção à Infância da Visão Mundial Karina Lira, os dados apontam uma contradição na percepção dos jovens entre o que vivem e o que percebem como violência no seu dia a dia.

A coordenadora de projetos do Instituto Igarapé Natalie Hanna explicou como o aplicativo digital batizado de Índice de Segurança da Criança foi usado na pesquisa.

A pesquisa entrevistou 1404 crianças e adolescentes entre 8 e 17 anos. O estudo foi realizado entre setembro de 2015 e março de 2016 em 12 municípios do Brasil onde a ONG Visão Mundial atua.

De acordo com o Fundo das Nações Unidas para a Infância, a Unicef, a cada dia morrem 28 crianças e adolescentes no Brasil. O país é o segundo no mundo em número de assassinatos de adolescentes, ficando atrás somente da Nigéria.
Compartilhar no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário