Justiça decide por apreensão imediata de som que descumprir regras de propaganda


A Justiça Eleitoral, por meio do juiz Breno Valério, em reunião com sua equipe de Fiscalização da Propaganda Eleitoral e a Comissão de Segurança, que reúne autoridades de segurança do município, decidiu que toda aparelhagem de som que ultrapassar os 80 decibéis será prontamente apreendida para o pátio da Polícia Ambiental.

O mesmo deve acontecer com os aparelhos que forem flagrados passando a menos de 200 metros de igrejas, escolas e hospitais em funcionamento, durante movimentações de campanha.

A informação já está, nesse momento, sendo repassada às coligações.

Este fim de semana, o volume de reclamações sobre o incômodo causado pela poluição sonora foi alto entre os eleitores nas redes sociais.  

Com informações Blog Carol Ribeiro 
Compartilhar no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário