Corregedor Regional Eleitoral elogia trabalho da Segurança Pública nas Eleições 2016


A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) recebeu na manhã deste domingo (2) a visita do Corregedor Regional Eleitoral, Desembargador Ibanez Monteiro, que esteve conhecendo o funcionamento do Gabinete de Gestão Integrada Estadual (GGI-E), formado por representantes das diferentes forças com atuação na área da segurança pública.

“Faço do trabalho do GGI uma excelente avaliação pelo nível de integração apresentado pelas forças de segurança. Fiquei entusiasmado com o que vi e tenho certeza que o resultado final não poderá ser melhor!”, disse o corregedor do TRE, Ibanez Monteiro.

Pelo menos sete ocorrências de supostas irregularidades eleitorais já foram registradas desde ontem a noite pelo GGI-E, sendo quatro por compra de votos, uma por porte ilegal de arma, uma por transporte ilegal de eleitores e outra por distribuição de material eleitoral.

Em Baraúna, duas pessoas foram detidas em um veículo contendo vários “santinhos”. Em Tenente Laurentino, um vereador foi detido portando ilegalmente um revólver calibre 38. Na cidade de Tibau, duas pessoas foram detidas com dinheiro fracionado, lista com nomes de possíveis eleitores e material de campanha de um candidato. Em São Bento do Norte, a Operação Ficha Suja realizou mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Eleitoral a fim de confirmar a prática de crimes por partes de candidatos da cidade. Na estrada do município de Pedra Pedra, duas pessoas foram detidas suspeitas de estarem transportando eleitores de Natal para o interior. No município de Ielmo Marinho um candidato a vereador foi detido entregando dinheiro a uma pessoa. Já em São Miguel, o irmão de uma candidata foi flagrado em um veículo com dinheiro que supostamente seria utilizado para compra de votos.

O GGI-E, que funciona na sede da Sesed, em Natal, atuará de forma integrada com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para garantir que o processo democrático transcorra da melhor maneira possível, coibindo crimes eleitorais que possam surgir. Somente da Sesed, cerca de 6.576 agentes de segurança atuarão na operação.

“Netas primeiras horas avaliamos que as ocorrências estão dentro do previsto, com as forças de segurança agindo de forma rápida e eficiente coibindo crimes eleitorais, detendo suspeitos e garantindo a tranquilidade da votação para que o processo democrático transcorra da melhor maneira possível”, afirmou o secretário da Segurança do Rio Grande do Norte, Caio Bezerra.
Compartilhar no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário