Secretaria de Segurança Pública define novas atuações da Força Nacional em Mossoró

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) reuniu na manhã desta segunda-feira (17) militares da Força Nacional paraavaliar as operações desenvolvidas no Rio Grande do Norte e definir novas ações para o município de Mossoró, região Oeste do Rio Grande do Norte. Durante a reunião, foi apresentado dados estatítiscos de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) e ocorrências relativas a caixas eletrônicos ocorridas naquele município nos últimos anos.

O secretário adjunto da Sesed, tenente coronel Raimundo Florêncio, destacou que a retomada da Operação Madrugada Segura, nesta última semana, com a participação da Força Nacional, já obteve resultado na redução de CVLI e de arrombamentos de caixas eletrônicos na capital potiguar. “Nesta semana estaremos realizando a operação também em Mossoró seguindo o mesmo modus operandi da capital”.

As ações da Força Nacional em Mossoró seguirão um planejamento elaborado pelo Comando da Polícia Militar com base nos relatórios estatísticos que nortearão as áreas e horários de patrulhamento.

“A tropa não vai combater no escuro. Eles terão a logística necessária e informações importantes para combater o crime com eficiência. Além disso, também estamos focados na apreensão de armas de fogo e assim evitar crimes de homicídio, latrocínio, assaltos, entre outros. Uma arma a menos na rua é uma vitória a mais para a segurança do Rio Grande do Norte”, destacou o secretário adjunto Raimundo Florêncio. Em 2016, somente

O coordenador de Informações Estatísticas e Análise Criminal, Kleber Maciel, apresentou o perfil dos CVLIs em Mossoró. Os bairros com maior número de CVLIs são Santo Antônio, Aeroporto, Belo Horizonte, Alto de São Manoel, além da zona Rural. 94% dos crimes são por arma de fogo e 65,4% tem ligação com o tráfico de drogas. Hoje, Mossoró conta com duas Áreas Integradas de Segurança Pública (AISP) – AISP 18 e 19.

O delegado adjunto da Divisão Especializada de Combate ao Crime Organizado (DEICOR), Emerson Valente, detalhou o trabalho realizado pela Segurança Pública do RN no combate aos ataques a terminais eletrônicos bancários. Em 2016, foram registradas 58 ações criminosas, sendo 39 por explosivos, oito maçaricos e 11 por outros meios. Destes crimes, 24 concentraram-se na Grande Natal e 34 no interior do estado.

Este ano, já foram desarticuladas duas organizações criminosas envolvidas com explosão a caixas eletrônicos, que resultou na prisão de vários infratores. “É um trabalho árduo e diário e que tem mostrado seu resultado. Atuamos enviando uma equipe ao local do crime, confeccionando relatórios preliminares de investigação, oitivas de vítimas e testemunhas, apreensão de projéteis, solicitação de perícia, além do trabalho de campo e inteligência”, explica o delegado Emerson Valente.

“O reforço com o patrulhamento ostensivo da Força Nacional em Mossoró nos ajudará a reduzir consideravelmente a criminalidade. Vamos direcionar e otimizar a tropa para conseguirmos almejar nosso objetivo”, destacou o secretário adjunto Raimundo Florêncio.

Saiba mais

De janeiro a setembro de 2016, 321 pessoas foram conduzidas à delegacia por delitos praticados no município de Mossoró, entre eles 126 por furtos e roubos, 78 por porte de ilegal de arma de fogo, 36 por consumo e tráfico de drogas, entre outros.

Neste período a Polícia Militar, por meio do 2º BPM e 12º BPM, recuperou 391 veículos, sendo 327 motocicletas e 64 carros, além da apreensão de 100 armas de fogo, sendo 37 revólveres calibre 38.

Também foram apreendidos, em ações conjuntas com a Polícia Civil, cerca de uma tonelada e meia de drogas, entre crack, maconha, cocaína e outras substâncias.
Compartilhar no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário